UM ROMANCE DE ANDRÉA BERRIELL

Mulheres que plantam a Lua

Projeto aprovado no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura | PROFICE da Secretaria de Estado da Cultura | Governo do Estado do Paraná

Mulheres que plantam a Lua 

Atenção: Bibliotecas públicas e de bairro, solicitem seu(s) exemplar(es) gratuito(s) pelo e-mail andreaberriel@yahoo.com

Locais de venda em Curitiba - PR:

Arte Editora - Rua Lamenha Lins, 1550 - ap 2F, Curitiba  

Livrarias Curitibahttps://www.livrariascuritiba.com.br/

Livraria da Vila - Shopping Pátio Batel - Av. do Batel, 1868, Curitiba

Bicicletaria Cultural - Rua Pres. Faria, 226 - Centro, Curitiba 

Locais de venda em Bauru - SP:

Dom Livraria - R. Araújo Leite, 27-77 - Vila Santa Tereza, Bauru Telefone: (14) 3208-0718

Empório Cultural - Av. Getúlio Vargas, 6030 - Vila Universitaria, Bauru / Bauru Shopping - R. Henrique Savi, 15-55 - Vila Nova Cidade Universitaria, Bauru / Shopping Boulevard Bauru - R. Marcondes Salgado, 11-39 - 221/222 - Chácara das Flores, Bauru

Telefone: (14) 3214-4126

Jalovi Livraria - Av. Rodrigues Alves, 6-34 - Centro, Bauru Telefone: (14) 2106-0701 / R. Antônio Alves, 22-75 - Vila Santa Tereza, Bauru Telefone: (14) 3234-3600

 

Leia a Parte Um 

Sobre o livro

Um livro caleidoscópico. Essa é a definição que, para mim, melhor representa o livro Mulheres que Plantam a Lua. Nele, acompanhamos as aventuras e desventuras de Lola, da infância à maturidade, numa sucessão vertiginosa e cambiante. À primeira vista, pode parecer um livro de memórias. À medida que a narrativa avança, contudo, fica claro que se tratam sim de memórias, não apenas de Lola, mas de uma constelação de mulheres – meninas, jovens, adultas, maduras – plantadoras ou não de suas próprias luas. É um livro que trata de sentimentos universais, da condição feminina em perspectivas de encantamento e conflito. É um livro sobre mulheres. 

JULIANA SUZUKI, PROFESSORA DOUTORA DO DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UFPR

O texto de alguma forma me remete à Milan Kundera, em A insustentável leveza do ser. Acho que, principalmente, pela imensa força de verdade e de busca pela essência da vida da personagem principal. Não a busca filosófica intelectual, premeditada, mas a busca poética, inadvertida e inexorável que comungamos sem pensar, em especial no dia a dia de nossa juventude. Também por nos colocar, a cada página, naquele impossível momento de suspense entre a grandiosidade e a pequenez da vida, da mulher, do Universo. 

MARIANE CORBETTA,

MÉDICA GINECOLOGISTA E OBSTETRA

Um romance sobre as passagens de vida da personagem Lola, seu encontro com outras mulheres e a redescoberta do que é ser mulher, em meio aos acontecimentos banais, profundos e os mais encantadores.

Um livro que acima de tudo humaniza a mulher.

AUDREY LILIAN FARAH,

EDITORA, 

CRIADORA DOS FLORAIS DAS ARAUCÁRIAS E PLANTADORA DA LUA

 
 

BIOGRAFIA

Andréa Berriell Mercadante Stinghen nasceu em Bauru, interior de São Paulo, no dia 3 de agosto de 1972. Vive em Curitiba desde 1998. É artista plástica, arquiteta e urbanista, professora universitária, mãe e muitas outras coisas, como toda mulher. Pratica meditação transcendental e faz compostagem com seu lixo orgânico diariamente.

Cultiva o jardim de casa e o do seu trabalho utilizando a terra da compostagem e plantando sua Lua, tornando as plantas mais coloridas e viçosas. Acredita que podemos mudar o mundo para melhor através da educação, do silêncio e de pequenas ações diárias. Escreveu o livro de contos Padaria Elétrica, que não pretende publicar em vida.

Fotografia: Alexandre Kenji Okabaiasse

Andréa Berriell veste Leveza do Ser por Angélica Sanches

Beleza, coaching e consciência: Yuk Lieng

 
UPCOMING EVENTS
Lançamento do Livro Mulheres que plantam a Lua
Livraria da Vila
Roda de mulhers com lançamento do livro e exposição de arte
Universidade Livre do Meio Ambiente - UN
Lançamento do livro Mulheres que plantam a Lua
UFPR - Centro Politécnico - CAU
 

© 2023 by Joel Brown. Proudly created with Wix.com